terça-feira, 4 de maio de 2010

ESPERANDO GODOT

Uma árvore seca
um coração morto
um coração morto
um chapeu caido ao chão
um chapeu caido ao chão
uma cega espera
uma cega espera.

Dois trapos perdidos
camuflados na solidão.
Talvez a morte seja a solução
porém nem a morte
(é um caso possível pra mim,
pra nós.)

Um cenário tenso
(silêncio)
nossa espera terá um fim
eu me encorajo a lutar
nós nus encorajamos a mergulhar
(na nossa condição)
falo duplas palavras cômicas e negras
nós gritamos com o nosso mau trapílho coração.
(silêncio)
O que você está fazendo?
tirando minhas botas
( nunca aconteceu com você?)
não...
(silêncio)
nada a fazer
o tempo não passa
mas a espera vai ter fim eu acredito
eu não sei se os dias existem
nem sei se o tempo passou...
vamos embora?
não podemos
estamos esperando godot.

3 comentários:

  1. Meu jovem ator/poeta!
    Deixo-lhe um beijo.

    ResponderExcluir
  2. Olá..obrigado por nos seguir,nós também estamos te seguindo agora.grande abraço.

    Marcos di Ferreira

    ResponderExcluir
  3. Olá, visitei o seu blog e gostei muito, já estou seguindo. Se puder siga o meu, é sobre meus trabalhos no teatro.


    http://thieresduarteoficial.blogspot.com

    Desde já obrigado pela atenção!

    ResponderExcluir